quinta-feira, 21 de março de 2013

Os Papagaios Virtuais e a Guerra pelos Curtir(s) e RTs




Tudo indica que  existe um número muito grande de pessoas que fazem uso das redes sociais, para nutrir uma deficiência psico-afetiva-social. O amor pela vida real parece não ter mais sentido ou graça, pois essas pessoas estão com preguiça ou medo de vivê-la, e assim dedicam suas vidas à vida virtual.

E muitas dessas pessoas, ao “viverem” em redes sociais, se deparam com um dilema: “Falo do que não sei e do que não acredito para “agradar” e apareço?; ou Falo do que sei, do que acredito e talvez com isso desagrade, e nem serei notado(a)?
É o Oba Oba Virtual, falar e comentar do que não sabem e muito menos do que acreditam, para entrar num “encontro de @s”,  ganharem um Retuite no Twitter ou um Curtir no FaceBook.

Não importam as informações,  coerência dos fatos e assuntos abordados ou no que realmente elas acreditam, pois isso parece não ter mais nenhum sentido, quando o que vale é ser notado, ganhar um RT, um Curtir, e assim, infelizmente,  que seja PODRE enquanto dure a disseminação de mentiras, atrocidades, aberrações e bobagens compartilhadas.

Com certeza nossa opinião, deve sim ser alterada, mas quando nos deparamos com outra que nos fazem acreditar ser coerente, e isso é muito sábio e saudável, até o londrino poeta William Blake falou em um de seus pensamentos sobre isso: Quem nunca altera a sua opinião é como a água parada e começa a criar répteis no espírito” . E como disse nosso poeta Mario QuintanaAutodidata é um ignorante por conta própria.”  Por isso devemos sim, aprender,  ouvir, ler, buscar outras opiniões, informações sobre algum assunto que nos interessa.

Mas, o que vemos ultimamente, é opinião ser formada no Oba  Oba  de fragmentos ou na totalidade de outras opiniões que tem mais RT, ou o dos Blogueiros mais conhecidos, ainda que eles estejam errados, confusos em suas opiniões, pessoas que os leem, saem dando RT, compartilhando, até que chegue o dia em que esses mesmos blogueiros escrevam um texto se desculpando, por terem falado algo que eles mesmos depois, não concordam, que estavam errados, ae quem sabe essas pessoas entendam, que nem tudo que é dito e é o MAIS compartilhado, proliferado, é o CORRETO. Pergunto: com que cara ficariam esses leitores, que formam suas opiniões à base do que é dito por eles então? To me deliciando nesse momento, imaginando isso :)



Mas o que é Opinião? Opinar?  Segundo os dicionários informais, onde qualquer um poderá consultar, Opinião é você manifestar seu pensamento, sua ótica de algum assunto, seu parecer, ou no que você acha parecer o certo, o correto, seu voto, sua crença.. etc. Mas, segundo a MINHA opinião, eu vou muito mais além desses significados, a SUA opinião é uma forma de você mostrar aos outros, quem é você de verdade;  e é ae que tudo que vc diz, demonstra, defende, e discute com a sua verdade, pode lhe trazer o ônus da antipatia, ou a admiração de alguns, vai depender exclusivamente dessa sua opinião, e sendo sua, o ônus ou os louros, serão demérito ou mérito seus, somente seus, não podendo culpar e nem dividir com ninguém.


E quanto  àlgumas pessoas da mídia, imprensa, blogueiros famosos,  que emitem suas opiniões, será que elas não querem ser contestadas?  convidadas a embates, debates?, será mesmo que elas concordam com esse radicalismo, ou endeusamento à elas? E aposto que essas pessoas devem concordar bastante com Marco Aurélio, imperador de Roma, quando disse: 
Antes o reprovamento por um gênio do que um louvor de um idiota.” 


Defender sua verdade, colocar sua ótica dos fatos é saudável, democrático e direito a qualquer cidadão, mas impedir que outros tenham esses mesmos direitos, porque vai de encontro às suas opiniões, é ditatorial, mas também é sinal de fraqueza, por não ter certeza que em um debate, elas poderiam ter argumentos convincentes para sustentar sua verdade.


Com o microblog Twitter, iteragimos mais com outras pessoas, entidades, grupos, etc, e me preocupo com essa facilidade às vezes, porque as informações que são postadas, em fração de segundos  são compartilhadas sem ao menos ter certeza de sua veracidade, coerência ou cautela no que você dissemina, prolifera, passa a outros. Muitas vezes  uma mentira dita, parece formar uma grande verdade para muitos, e com isso, depois a verdade mesmo dos fatos, parece não ter mais nenhuma graça, já que valeu o número de RTs que tiveram com a mentira postada. Sem falar que, quem quer ser visto como um “Mané”, por  ter compartihado algo que era mentira ou uma grande bobagem não é mesmo? :)
 
Me deparo com situações,  em que pessoas por divergirem de outras,ficam até inimigos umas das outras,  levam block, unfollows, ou o famoso Troll Block, ou Block em massa, onde alguém instiga a outros no Twitter o seu Block por Spam, e com isso você é suspenso por vários dias, já que o Twitter entende que pelo número de Blocks que você levou, TODOS estão certos, e você ERRADO :)


E assim vão levando suas vidas à base de follows, unfollows,  blocks, Curtir e Compartilhar, não importa, o que ta valendo mesmo é seguir em frente, estar no meio das @s, ganhar muitos RTs e  Curtir, afinal, quem liga pra verdade? Quem liga pra SUA opinião? Quem liga pro que Você pensa? Pois o que vale mesmo, o que vale a pena é estar conectado horas e horas à internet, é você estar em meio disso tudo, ainda que esqueça sua própria personalidade, sua VERDADE, sua própria VIDA... e NÃO, NUNCA, JAMAIS, nem pensar na TERRÍVEL hipótese do Twitter e FaceBook acabar.


Deixo aqui um pensamento de Mario Quintana, aos que se acham donos da verdade absoluta e temem serem contestados...A noite acendeu as estrelas porque tinha medo da própria escuridão.”   


 E deixo também, um pensamento de Winston Churchill, aos que acham que tudo que é publicado, é de opinião pública, ou opinião em que uma grande maioria concorda e acha correto.. "Não existe opinião pública, existe opinião publicada"

               

Não, você não deve concordar comigo, se esta não for a sua opinião, e lhe serei eternamente grata, se mostrar-me onde estou errada e/ou equivocada na minha opinião.


9 comentários:

Marisa Cruz disse...

Querida Pri

Acredito que muitos procuram as redes por sentimento de solidão, outros tantos por objetivos sejam políticos, educacionais ou sociais.
Outros rtt sem ao menos ler, Outros leem mas tem medo de se colocar e ser o único a contestar um famoso jornalista ou um blogueiro famoso.
Somos seres unos que vivem no coletivo aprendendo a respeitar diferenças e não as transformando em assunto pessoal.

Marisa Cruz

José Carlos Bortoloti disse...

Autoafirmação, missoginia, carências plenas do "eu' mais profundo. Eramos diria assim: " O que é a vida dos mortais senão um tipo de comédia, na qual os vários atóres disfarçados com figurinose máscaras (avatares, nomes estranhos) entram em cena e interpretam seus papeis até queo diretor os manda embora do palco?
Belissima manifestação de nossa busca de notoriedade sem emoção, com pouco cérebro ou nenhum, e nada de coraçao. Simplese pequenos ortopedistas da moral, nas palavras de Focault.
Digno de ti guria.
Bela manifetação, que se me permitir, sem pretensão, faço minhas todas as tuas palavras feitas com a sinceridade de uma alma madura.
Cumprimentos afetuosos de meu coraçao

Do Sul
José Carlos Bortoloti
Profeborto@gmail.com
Passo Fundo - RS

JO•♥• disse...

Priscila! Coerente, pertinente... simplesmente FANTÁSTICO! Quanta percepção, reflexão e inflexão esse texto nos traz. Obrigada pela partilha. Parabéns!

Vânia Santana disse...

Pri, este assunto comportamentos em redes sociais, daria um livro. São tantos fatores que podem ser analisados e discutidos sobre isso, que é difícil fazer um comentário apenas. As redes sociais, refletem o comportamento fora delas. Mas não indica que vc possa conhecer alguém, pelo simples fato de ver seus posts. Sempre haverá um ser humano atrás da tela, mas nem sempre será a pessoa verdadeira.Muitos criam personagens. Outros não tem opinião. Outros tem opinião sobre tudo. Grande parte nem lê o que está retuitando. Mas tem gente séria também. O que mais tem, na verdade, é julgamentos. As pessoas tão mais preocupadas em vigiar o que os outros falam, do que olhar pra o que fala e como fala. Quanto aos blocks e unfollows, o melhor mesmo é aprender a superar isso, por que se não a rede vai trazer um sofrimento inútil, e elas tem mais a acrescentar do que isso. Bjs

Unknown disse...

Olá, você colocou muito bem, alguns assuntos q "comento",não tão bem escrito,bem analisado e sincero,pertenço vários grupos FACE, dxei de comentar, era bate boca, ofensas por discordar e como me "retava"mesmo, preferi apenas postar dxo pra "secretarios"rs! q o fazem muito bem; no TT, é o q mais existe "donosDasVerdades", discordar é saudável, mas, ofender, fzer poucoCaso, ser ironico... e de pessoas q se dizem "educadores" "psicologos", apenas citando os q não devriam, nunca... "afinal, quem liga pra verdade? Quem liga pra SUA opinião? Quem liga pro que Você pensa?" POUCOS..O resto é resto..Leio sempre o RT-comento quando discordo ou entendo suficiente, nunca sabemos mesmo quem está do outro lado, detesto mentiras, principalmente quando são diretamente comigo..agora "tou" aprendendo a "não me importar"..IGNORO... “A noite acendeu as estrelas porque tinha medo da própria escuridão.” PARABÉNS "Demorô...Celly Mattos

PoPa disse...

Concordo contigo, mas não para te agradar (embora isso também...), mas porque realmente existe esta regra nas relações virtuais. Apaguei minha conta pessoal do Facebook, justamente porque minhas interações não encontravam um eco satisfatório, já que sempre fui um pouco sarcástico e um humor nada politicamente correto.

Mostrar os erros das pessoas, as falsas citações e desvendar causas erradas, foram o suficiente para eu ser meio escanteado naquelas paragens.

@Amex disse...

Querida Pri,

acredito na voz e na liberdade, tudo com limite e respeito. Sem dúvida deve existir a troca de idéias e temos que saber TODOS ouvir o outro lado e tentar entender, o que não significa CONCORDAR!

Tentar ser RADICAL ou dar block não é algo que eu tolero. Acho que o respeito é ao lado do amor, o mais importante que temos e que pouco a pouco vem sendo perdido!

De qualquer forma adoro e concordo com seu pensamento!

Parabéns minha P!

Américo

MusaNorminha disse...


Faço minhas suas sábias palavras, é exatamente por isso que tenho estado afastada do twitter por causa de pessoas que não respeitam a opinião alheia e saem ofendendo etc...
Continue assim querida sendo nossa porta voz! Beijos ;)

Paulo Ferrera disse...

Sábias palavras e boas de ouvir é...